27 de dez de 2011

O Pacto - Joe Hill


"O pacto é uma história muito bem elaborada e com grandes méritos intelectuais. Este livro não apenas diverte o leitor, como também o desafia a refletir." - The New York Times
Ignatius Perrish e Merrin Williams se conheceram muito jovens e o amor que nasceu entre eles era tudo o que duas pessoas podiam desejar na vida. O que não imaginavam era que, depois de quase uma década, sua história estaria fadada a terminar numa terrível tragédia. Merrin foi estuprada e morta em condições inexplicáveis e todas as suspeitas recaíram sobre Ig. Após um ano vivendo num purgatório de sofrimento e solidão, ele acorda certa manhã com uma enxaqueca terrível e descobre algo aterrador: havia criado chifres durante a noite. A primeira coisa que pensa é que se trata de uma alucinação, fruto de sua mente perturbada e deprimida. Mas logo percebe que os chifres são reais e têm o extraordinário poder de impelir as pessoas a confessar seus pecados e segredos mais obscuros. Agora Ig vai tirar proveito desse talento macabro para acertar as contas com o monstro que lhe roubou Merrin e acabou com todos os seus sonhos. Ser bom e rezar pelo bem parece não ter levado Ig a lugar nenhum. Agora o diabo assumiu o controle. E, quando ele concede um desejo a alguém, cedo ou tarde volta para cobrar o que lhe devem.
Com uma escrita rica em detalhes e diversas alusões à música americana - que é também universal -, Joe Hill faz de O pacto uma história envolvente e eletrizante, ao mesmo tempo que quebra o velho paradigma sobre o bem e o mal e nos convida a refletir: será que o homem ainda precisa do diabo?

Um comentário: