3 de jan de 2010

Biografias: Stephenie Meyer

Stephenie Meyer (nascida com o sobrenome Morgan, em 24 de dezembro de 1973) é uma autora estadunidense, conhecida pelos Best-sellers da série Twilight (Crepúsculo), que gira em torno da relação entre a jovem Bella Swan e um vampiro Edward Cullen.

Os livros da série Crepúsculo já venderam mais de 85 milhões de cópias em todo o mundo, com traduções em 37 línguas diferentes. A adaptação cinematográfica de Crepúsculo foi lançada nos Estados Unidos em 21 de novembro de 2008, no Brasil seu lançamento foi em 19 de dezembro. Stephenie Meyer também é autora do romance de ficção científica, The Host (também um The New York Times Best-seller, já com edição em Português).

Stephenie Sonnibe Meyer nasceu em Hartford, Connecticut, filha de Stephen Morgan e Candy. Ela cresceu em Phoenix, Arizona, com cinco irmãos: Seth, Emily, Jacob, Paul, e Heidi. Ela frequentou a escola Chaparral High School, em Scottsdale, Arizona, e cursou literatura inglesa na Universidade Brigham Young, em Provo, Utah, onde se formou em 1995. Meyer é membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Ela conheceu seu marido Christian, mais conhecido por "Pancho", quando era pequena, casou-se com ele em 1994. Juntos, eles têm três filhos: Gabe, Seth e Eli. Após escrever Crepúsculo(Twilight), Stephenie ganhou 3 prêmios: um do NY Times e dois da Associação das Bibliotecas Americanas.

Crepúsculo (Twilight nos EUA), é o seu primeiro romance. Depois da sua publicação, Stephenie foi escolhida como um dos "novos autores mais promissores de 2005" pela Publishers Weekly. E ela também recebeu convites para vir ao Brasil dar palestras sobre livros de romances para escritores brasileiros novatos.
Meyer diz que a ideia para Crepúsculo ocorreu para ela em um sonho em 2 de junho de 2003. O sonho era sobre uma garota e um vampiro que estava apaixonado por ela, mas ele sentia desejo pelo sangue dela. Com base nesse sonho, Meyer escreveu a transcrição do que é agora o capítulo 13 do livro. Apesar de ter muito pouca experiência em escrita, em questão de três meses que ela havia transformado um vívido sonho em um romance concluído. Após redação e edição do romance, ela assinou um contrato de três livros com a Little, Brown and Company por US $ 750.000. O livro foi lançado em 2005.

Crepúsculo foi reconhecido rapidamente e ganhou várias honrarias, incluindo:
A The New York Times Editor's Choice (Um Livro Recomendado pelo The New York Times).
A Publishers Weekly Best Book of the Year (O Melhor Livro do Ano segundo da Publishers Weekly).
An Amazon.com "Best Book of the Decade...So Far" ("O Melhor Livro da Década... Até agora" segundo o Amazon.com).
Stephenie Meyer foi acusada em sites e fóruns na Internet de ser racista (já que as únicas personagens que não são brancas são os índios da tribo Quileute, que são todos lobisomens e, ao contrário dos vampiros ultrabrancos que são superiores aos humanos, os lobisomens são inferiores aos humanos), e também psicólogos disseram que a obra descreve um romance doentio como sendo o relacionamento perfeito. Stephen King, autor de livros de terror e 3º escritor mais rico da atualidade, disse que "nada do que Stephenie Meyer escreve presta, pois é tudo cópia dos trabalhos de diversos escritores (para mim é tudo inveja).
Após o sucesso de Crepúsculo (2006), Meyer expandiu a história em uma série com mais três livros: New Moon (Lua Nova/2007), Eclipse (Eclipse/tempo indefenido), e Breaking Dawn (Amanhecer/2008). Na sua primeira semana após a publicação, a primeira sequência, Lua Nova, estreou em 5º lugar no New York Times Best Seller List for Children's Books e, em sua segunda semana subiu para a 1ª posição, onde permaneceu durante as próximas onze semanas. No total, o segundo livro esteve mais de 50 semanas no New York Times. Após o lançamento do Eclipse, o terceiro livro da saga de "Twilight" esteve 143 semanas no New York Times Best Seller list. A quarta parcela da série, Breaking Dawn, foi lançada com uma tiragem inicial de 3,7 milhões de cópias. Mais de 1,3 milhões de exemplares foram vendidos no primeiro dia, estabelecendo um recorde no primeiro dia de vendas para o desempenho Hachette Book Group E.U.A.. O romance também ganhou seu primeiro British Book Award, apesar da concorrência com o livro de J.K.Rowling Os Contos de Beedle, O Bardo. A série como um todo, vendeu mais de 72 milhões de cópias mundialmente em 37 países.

Após a conclusão de Breaking Dawn, Meyer indicou que seria o último romance de ser contada a partir da perspectiva Bella Swan. Midnight Sun era para ser um novo companheiro para a série. Seria a relatação dos acontecimentos do romance Crepúsculo, mas a partir da perspectiva de Edward Cullen (em oposição a Bella Swan). Meyer teve a esperança de Midnight Sun ser publicado pouco depois do lançamento do Breaking Dawn, mas após uma linha de fuga de um esboço dos seus primeiros 12 capítulos, Meyer optou por adiar o projeto indefinidamente. Além disso, uma vez que Meyer decidiu não prosseguir com livros relacionados com o Crepúsculo, devido à fuga de informação, ela colocou os 12 capítulos de Midnight Sun no seu website
O Twilight Saga: The Official Guide, que dará mais informações sobre o mundo da série Crepúsculo, foi colocado para venda a 31 de Dezembro de 2010.

Seus livros:
Crepúsculo - 5 de Outubro de 2005
Lua Nova - 6 de Setembro de 2006
Eclipse - 7 de Agosto de 2007
Amanhecer - 2 de Agosto de 2008
The Twilight Saga: The Official Guide - 31 de Dezembro de 2010
Sol da Meia-Noite - Cancelado provisoriamente
A Hospedeira (The Host) - 6 de Maio de 2008
The Soul - 2010
Formaturas Infernais (co-autoria) - 2007

A revista Isto É, publicou essa semana que Stephenie acaba de se tornar uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, além de Stephenie, o ator Robert Pattison também aparece na lista:
" O ator americano Robert Pattinson, 23 anos, protagonizou os dois primeiros filmes da série sobre vampiros criada pela escritora americana Stephenie Meyer e assim se projetou como um dos intérpretes mais famosos de sua geração. O festejado jovem galã brilhou em Crepúsculo e Lua Nova, dois fenômenos mundiais de bilheteria, interpretando o vampiro Edward Cullen, personagem que tenta controlar a sua sede de sangue para preservar o seu namoro com a não vampira Bella Swan (Kristen Stewart). Em 2010, Pattinson estará em duas aguardadas superproduções baseadas nos livros Eclipse e Amanhecer (este poderá ser dirigido pelo cineasta Roman Polanski) e, além disso, irá se dedicar à música. O ator, que canta uma das canções-tema dos filmes da série, se prepara para gravar um álbum com composições próprias. Chama-se A Love Song to Edward e inclui algumas letras escritas durante as filmagens de Lua Nova. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário